Estatuto da Vida

Este é o prego final em seu caixão.
Quem o martela é o próprio martelado.
Não sabe? tudo é pré-selecionado.
E não sabendo disso, ousou em vão.

Se o milagre acontece e o bem triunfa
E no final se vence, de virada…
A história inteira estava já traçada.
Nas linhas de um grã-Deus que erra nunca.

Portanto se intender sair da lama,
Sem estar regrado em idioma do mundo.
A muda voz que ordena, a ti conclama:
“desnaturaste a ordem, filho imundo,
e como pena irá bem mais ao fundo!”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s